Vídeo
Praça dos Seringueiros

12/Dez/2021 - 17:59

Praça dos Seringueiros

Quem passa pelas as avenidas Amazonas e Nações Unidas em Porto Velho, certamente já se deparou com um monumento recente. Esta obra é uma homenagem aos trabalhadores que foram protagonistas na extração da borracha na Amazônia.

O monumento em homenagem aos Soldados da Borracha apresenta um seringueiro em atividade, com direito a poronga na cabeça, instrumento utilizado por eles, dentro da mata, para iluminar as longas horas da madrugada em que extraiam o látex.

Observe na base do monumento a grande quantidade de faces de argila, que compõem a obra. Foram criados pelo artista Bruno Souza. São 60 rostos que representam a fisionomia de tantos trabalhadores que dedicaram a vida na maior floresta tropical do mundo. Grande quantidade de cearenses, mas também vários outros trabalhadores de diversas nacionalidades.


Anyone who passes through the Amazonas and Nações Unidas avenues in Porto Velho has certainly come across a recent monument. This work is a tribute to the workers who were protagonists in the extraction of rubber in the Amazon.

The monument in honor of the Rubber Soldiers features an active rubber tapper, with the right to use a poronga on his head, an instrument used by them, inside the forest, to light up the long hours of the morning when they extract latex.

Note the large number of clay faces at the base of the monument, which make up the work. They were created by the artist Bruno Souza. There are 60 faces that represent the physiognomy of so many workers who dedicated their lives in the largest tropical forest in the world. Lots of people from Ceará, but also several other workers of different nationalities.


Cualquiera que pase por las avenidas Amazonas y Nações Unidas en Porto Velho seguramente se ha topado con un monumento reciente. Esta obra es un homenaje a los trabajadores que fueron protagonistas en la extracción del caucho en la Amazonía.

El monumento en honor a los Soldados de Goma presenta a un cauchero activo, con derecho a usar una poronga en la cabeza, instrumento que utilizan ellos, dentro del bosque, para alumbrar las largas horas de la mañana cuando extraen látex.

Nótese la gran cantidad de caras de barro en la base del monumento, que componen la obra. Fueron creados por el artista Bruno Souza. Son 60 rostros que representan la fisonomía de tantos trabajadores que dedicaron su vida en la selva tropical más grande del mundo. Mucha gente de Ceará, pero también varios otros trabajadores de diferentes nacionalidades.

Compartilhe nas redes:
Twitter Whatsapp

Utilizamos cookies em acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.
2024 © Prefeitura de Porto Velho - RO - SMTI